Notícia

Treinamento aborda fitossanidade da bananeira

Foto: Miguel Dita

Miguel Dita - Sintoma de Fusarium em caule de bananeira

Sintoma de Fusarium em caule de bananeira

Estão abertas até 19 de agosto as inscrições para o II Workshop sobre Fitossanidade na Cultura da Bananeira, que a Embrapa Mandioca e Fruticultura (Cruz das Almas, BA), Unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, vai realizar de 29 de agosto a 1º de setembro.
O treinamento é destinado a produtores rurais, técnicos de empresas de assistência técnica e extensão rural (Ater), fiscais federais e estaduais agropecuários, responsáveis técnicos, professores e estudantes de graduação ou pós-graduação em Agronomia, Biologia e Engenharia Florestal.
A programação compreende aulas teóricas e práticas e em laboratório em que serão abordadas as principais ameaças fitossanitárias à cultura em todo o mundo, como mal-do-Panamá, sigatokas negra e amarela, moko, viroses, nematoides, broca do rizoma, tripes e ácaros, que só podem ser enfrentadas com tecnologias modernas, inovadoras e afinadas com a preservação do meio ambiente.
O quadro de instrutores é formado por pesquisadores e analistas da Embrapa, especialistas da Universidade Federal de Lavras, Biofábrica Campo, Instituto Federal Baiano (Guanambi, BA), Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) e Superintendência Federal da Agricultura (SFA-BA e SFA-ES), além de dois pesquisadores estrangeiros, da Corporação Bananeira Nacional (Corbana, Costa Rica) e do Instituto de Investigações de
Sanidade Vegetal (Inisav, Cuba).
Segundo o engenheiro agrônomo Herminio Rocha, um dos organizadores e instrutores do II BananaFIT, importantes metodologias vão ser treinadas. "Destaco como principais as técnicas de identificação, isolamento e esporulação de inóculo das sigatokas negra e amarela, algo difícil de ser dominado por grande parte das pessoas que pesquisaram esses dois patossistemas", explica.

Panorama nacional
De acordo com os dados mais recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), o Brasil é o quarto maior produtor mundial de bananas. A cultura tem grande importância no agronegócio brasileiro.
São 6.892.622 toneladas anuais e a agricultura familiar é responsável pela maior parte da produção. "A banana tem enorme importância na geração de renda e na fixação do homem no campo", afirma o pesquisador Zilton Cordeiro, outro organizador e instrutor do curso. É, também, uma das culturas preferidas em projetos públicos de irrigação, devido à amplitude do mercado e ao retorno rápido após o primeiro ciclo.
Nos importantes polos de produção, a cultura se caracteriza pelo uso de tecnologias de ponta, tanto na produção quanto no processamento, o que resulta em produtividades elevadas e na melhor qualidade dos frutos ofertados ao mercado consumidor.


Serviço:
Evento: II Workshop sobre Fitossanidade na Cultura da Bananeira
Período: 29/8 a 1º/9
Local: Embrapa Mandioca e Fruticultura (Cruz das Almas, BA)
Público-alvo: engenheiros-agrônomos e profissionais atuantes na defesa vegetal, consultores, pesquisadores, professores e estudantes de graduação ou pós-graduação.
Valor da inscrição: 500 reais
Informações: telefone (75) 3312-8144, e-mail cnpmf.inscricao@embrapa.br e https://www.embrapa.br/documents/1355135/11319215/II+BananaFit/6bfe1fe1-d29f-487c-8223-f2cba5db1f42

 

Léa Cunha (DRT-BA 1633) 
Embrapa Mandioca e Fruticultura 
 
Telefone: (75) 3312-8076