Notícia

SBF presente na câmara setorial da cadeia produtiva da fruticultura

SBF na Câmara

A Sociedade Brasileira de Fruticultura (SBF) esteve presente na 28ª Reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva da Fruticultura, realizada em Brasília no dia 19 de maio de 2011, na sede do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento-MAPA, sendo representada pelo seu presidente, prof. Abel Rebouças São José. Na reunião foram debatidos diversos temas de interesse da fruticultura brasileira. Os principais temas abordados foram: 1) apresentação do Termo de Referência para identificação dos gargalos do setor de papaya no estado do Espírito Santo; 2) A situação do Vale do São Francisco em relação à zona tampão de monitoramento da mosca das frutas e discussão sobre os riscos de entrada de pragas quarentenárias (ex: mosca da carambola) na fronteira Norte do Brasil; 3) discussão sobre a promoção de consumo de FLVs (frutas, legumes e hortaliças) e estratégias para estimular o consumo, sobretudo de frutas pelo brasileiro; 4) uso de defensivos agrícolas em “Minor Crops”, especialmente para as frutíferas cultivadas no Brasil que não apresentam a mesma importância econômica comparativamente a lavouras tradicionais como banana, citros, maça, etc. Entre aquelas frutíferas encontram-se as anonáceas, maracujá, mamão, manga, entre outras, em que há pouco ou nenhum defensivo agrícola químico ou biológico registrado para controle de pragas. Dessa forma, os Ministérios do Meio Ambiente, Saúde e Agricultura estão envidando esforços no sentido de autorizar o uso de alguns defensivos, para minimizar problemas relativos ao uso indiscriminado de químicos no controle das pragas nas áreas de produção. De acordo com os técnicos da ANVISA (Ministério da Saúde), os interessados (cooperativas, associações e outras formas de organizações de produtores) poderão encaminhar solicitação aos Ministérios da Saúde (ANVISA) ou da Agricultura, para que as frutíferas de seus interesses e, sejam enquadradas dentro dessa categoria possam, após estudos e avaliação, terem permissão de uso de defensivos agrícolas, como ocorre em diversos  países, como nos Estados Unidos. Diversos outros temas foram também abordados. A próxima reunião da Câmara está agendada para o dia 4 de agosto do corrente ano.

A SBF é membro permanente da Câmara de Fruticultura e tem participado de todas as reuniões com objetivo de levar demandas dos nossos  associados e participar das discussões de interesse  para a fruticultura brasileira, a fim de termos um setor cada vez mais forte na agricultura do país.